• Mapa
  • Televendas (11) 3038-1551

Sala de Imprensa

O sonho australiano por Marina Motta

Data: 18/11/2015
Fonte: Roberta Jungmann

O Governo australiano financiou parte dos custos da nova novela brasileira “Totalmente Demais” de olho nos turistas brasileiros e atentos aos efeitos que as produções da Globo causam nos seus espectadores. Os resultados já são positivos: várias pessoas estão preparando as malas para conhecer a terra dos cangurus e coalas, na Oceania.

A pernambucana Marina Motta, mochileira de primeira, gerente do STB Recife e expert em intercâmbios, conhece bem a Austrália e sugere aos leitores do RJ cinco cidades imperdíveis no País. Confira as dicas!

Por Marina Motta

TOP 5 cidades e experiências “totalmente demais”

A nova novela global “Totalmente Demais” começou agora e as diversas cenas gravadas na Austrália já estão causando suspiro em muita gente. O distante (e apaixonante) país da Oceania é mesmo de tirar o fôlego! O país é enorme e em um post apenas não dá para falar com detalhes das melhores programações de todas as cidades, por isso aqui Marina destaca 5 cidades que já esteve mais de uma vez e que considera imperdíveis!

1) Sydney: Impossível conhecer a Austrália e não ficar alguns dias em Sydney. A cidade é absolutamente linda. É de chamar a atenção, aquela cidade especial, como o nosso Rio de Janeiro. Fácil de transitar, com transporte público excelente e repleta de lugares charmosos. Passei um mês fazendo um curso de inglês em Sydney e fiquei apaixonada! É uma das cidades mais "multiculturais" do mundo, tamanha a quantidade de imigrantes vindos de todos os cantos do planeta: cerca de 30% dos moradores da cidade nasceram em outros países. Sydney é também o maior destino turístico da Austrália, atraindo mais de quatro milhões de turistas anualmente. Entre os programas recomendo:

Opera House: Um dos projetos arquitetônicos contemporâneos mais bonitos e cartão postal da cidade. É um daqueles lugares que se deve reservar umas duas horas só para ficar contemplando o local. A entrada para o oceano, as balsas indo e vindo;

The Rocks e George Street: A Austrália começou aqui! A George Street, que começa no bairro The Rocks, é onde os ingleses aportaram pela primeira vez. Seguindo pela George Street antiga até o lado moderno da rua, vemos uma das maiores avenidas da Austrália. Lojas, restaurantes, baladas e muita gente para lá e para cá;

Bondi Beach: A 30 minutos do centro (e de George Street), encontramos uma Sydney ainda mais descontraída, até meio carioca. Além de residencial e repleta de restaurantes e barzinhos de frente para o mar, Bondi propicia surf e belas caminhadas como a no sentido de Tamarama Beach, rente ao mar, feita por um caminho de pedras e rochas. Simplesmente lindo.

2) Gold Coast: A costa dourada é uma das regiões mais turísticas da Austrália. Sempre quente, com praias de águas mornas e cheia de casas de veraneio e turistas em férias. É um paraíso natural em uma região plana, cercada de parques nacionais, cachoeiras e trilhas para caminhadas. Fica a cerca de 1h30 de avião, ao norte de Sydney, e merece uma visita principalmente para fazer esse programinhas:

Day Trip para StradyBrook Island: Pegando um barco que sai de Gold Coast, em cerca de duas horas, você chegará à ilha Strady ou Stradybook Island. É um lindo passeio, com possibilidade de fazer snorkeling e nadar em águas cristalinas;

Byron Bay: Essa é uma dica para os aventureiros. O legal é fazer Skydiving na vizinha Byron Bay, a pouco mais de uma hora de Gold Coast.

Para quem gosta dos parques temáticos dos EUA, Gold Coast também tem vários como Universal Studios e WhiteWaterPark, Wet nWild ou Sea World.

3) Melbourne: A cidade mais europeia da Austrália é também seu centro cultural e fashion. Melbourne não é uma metrópole de grande porte, mas é conhecida por sua vida gastronômica, cultural, esportiva, noturna e por ter um clima frio, já que fica mais ao Sul. A cidade está listada entre as dez melhores do mundo em qualidade de vida, por isso muitos estrangeiros se sentem atraídos por viver lá. A facilidade de encontrar pessoas de descendência europeia e asiática é muito grande, e estas culturas influenciam muito na rotina da cidade. Conhecida pelos locais por ser vibrante, com os melhores restaurantes, moda, bares, galerias magníficas, grande parques e subúrbios alternativos, cada um com seu estilo especial. Bairros bem bacanas: que recomendo demais percorrer são a Lygon Street (bairro italiano), Greek Precint (grego) ou Chinatown (chinês) para uma overdose de gastronomia multicultural.

Outro programa ótimo que fiz todo a pé quando estiver em Melbourne foi começar meu passeio pela Federation Square, passar pela Catedral de St Paul e visitar o Australian Centre for Moving Image. Depois, é só seguir pela linda Flinders Station a caminho da Sandridge Bridge para passear no melhor trecho da SouthBank Promenade, onde você encontra vários cafés e restaurantes muito legais na beira do Yarra River. Volte pela Yara pedestrian bridge e se tiver sol, tome um drink no PonyFish Island. É super astral. Também amei me perder pelas ruelas do centro: os melhores segredos de Melbourne estão entre as suas ruas principais. O engraçado é que cada rua tem a sua versão “Litlle”. A Collins tem a Litlle Collins e a Longsdale tem a little Longsdale, só para citar algumas. Visite todas, pois são nos menores frascos que estão guardados os melhores perfumes.

4) Townsville: Minha cidade base para mergulhar na Grande Barreira de Corais (uma das experiências mais incríveis da minha vida) foi a cidade Townsville, que é uma das maiores da parte tropical da Austrália. Fica localizada no Nordeste do País, exatamente na região da Great Barrier Reef (Grande Barreira de Corais). Oferece fácil acesso a qualquer paraíso tropical que você queira conhecer como: Barreira de Corais, Whitsunday Islands, Magnetic Island, as mais bonitas florestas tropicais e também ao famoso Outback.

5) Sunshine Coast: Ao Norte da Austrália. Um dos destinos australianos mais procurados por uma razão muito simples: as praias localizadas em Noosa (que abriga também o belo Noosa National Park), Alexandra Headland, Mooloolaba, Coolum e Caloundra, entre outras. Alguns programas imperdíveis são:

- Buderim Ginger Factory uma versão da fábrica de chocolate, mas tendo o gengibre como produto e atração. http://www.buderimginger.com;

- O Grande Abacaxi (o parque temático The Big Pineapple): é uma disputada atração da região. http://www.bigpineapple.com.au);

- UnderWater World permite aos visitantes uma oportunidade incrível de mergulhar com tubarões, baleias, arraias e outros animais marinhos em uma ótima reprodução do mundo aquático. http://www.underwaterworld.com.au/

Intercâmbio: Para quem pretende passar uma temporada estudando no país, existem diversos intercâmbios para todas as idades. Desde cursos de férias para adolescentes, programas de High School, cursos de inglês ou de Business para executivos e também Diplomas em áreas como Gestão e Hotelaria. É possível também combinar estudo com estágio ou até com trabalho remunerado uma vez que o país permite que brasileiros com visto de estudantes trabalhem legalmente no país desde que matriculados em um curso com duração superior a 16 semanas (aproximadamente 4 meses). O que definitivamente faz toda a diferença para ajudar nas despesas de manutenção e moradia.Para mais informações sobre curso, acomodação e programas, contate a STB/RECIFE.

Visto: brasileiros precisam de visto;

Vacina: é necessário tomar vacina de febre amarela com até 10 dias antes da viagem;

Como chegar: existem várias rotas, porém a mais usada é via Chile pela Cia aérea LAN, que muitas vezes conta com escala na Nova Zelândia (oportunidade de conhecer esse lindo país na ida ou na volta).

Voltar

Siga-nos

;
FALE AGORA COM A GENTE!
Maximizar aba
FALE AGORA COM A GENTE! Minimizar aba

O Atendimento Online do STB está disponível de segunda à sexta, das 9h às 19h e aos sábados das 10h00 às 13h00

Se preferir, clique aqui para enviar uma mensagem para nós e receba informações detalhadas sobre nossos produtos.