• Mapa
  • Televendas (11) 3038-1551

Sala de Imprensa

O perfeito equilíbrio entre o bom e o belo

Data: 29/08/2015
Fonte: Terra Magazine

A Grécia é sempre um destino que faz parte do imaginário de todos nós como algo repleto de magia.

Não apenas pelas paisagens, o belo mar azul marinho, pelas casinhas brancas que parecem de mentira, mas também por ser um dos lugares mais ricos em história do planeta. Os gregos se orgulham em dizer : A Grécia é o início de tudo.

O vôo que nos levou à Grécia saiu de Recife , fez conexão em Lisboa e lá, tivemos que seguir para Zurique, onde finalmente pegamos um vôo direto para Atenas. Cansada? Nem um pouco. A ansiedade de conhecer a Grécia ia muito além de qualquer cansaço.

Só foi o tempo de deixar as malas no hotel, tomar um banho e ir direto passear em Plaka ( a Olinda Grega) e experimentar um vinho branco grego em um simpático restaurante. Mesinha na calçada, burburinho das mesas ao meu redor pessoas falando idiomas dos mais distintos, foi nesse clima de total descontração que, quando anoiteceu fui surpreendida pela vista da Acrópole toda iluminada. Nem dava para acreditar! Me perguntava : Estou aqui mesmo? Tão pertinho dessa maravilha ?

Acordei numa linda manhã ensolarada, ainda com a lembrança maravilhosa do jantar na noite anterior e o sabor da salada com Feta Cheese que adoro! Desde então, pretendia repetir a experiência durante todo o tempo que estivesse lá .

Com um mapa em mãos e a alguns minutos de caminhada do hotel, chegamos ao complexo histórico de Atenas. Começamos pelo Odeon de Herodes Atticos, uma construção do século II a.C (Século dois… como é que pode isso? E pensar que no Brasil comemoramos 500 anos um dia desses). Dizem que esta foi a primeira versão de um estádio para a prática de esporte com audiência de um grande público. Depois, vieram os estádios com Pelé, Ronaldinho… Neymar e os milhões que envolvem os jogos de futebol de hoje. Na época, resumia-se a contemplação do espetáculo, sem FIFA e nenhum patrocínio, esporte puro e simplesmente, o esporte por ele mesmo.

Seguimos então para os Propileos de Acrópole, o santuário do Zeus Olimpio e finalmente o Pathernon. Logo me lembrei do tempo em que estudava história antiga e que tantas vezes havia me imaginado naquele cenário, que sem dúvida, era minha aula preferida, onde eu podia viajar sem sair do lugar. E como viajava!! As fotos dos livros eram bem parecidas com a realidade, mas ver aquilo tudo ao vivo e ser parte integrante daquele contexto mágico era muito diferente mesmo.

Depois da nossa aula de história ao vivo e a cores, voltamos ao animado bairro de Plaka para curtir o fim da tarde.Foi incrível passear pelas ruelas estreitas repletas de lojinhas, restaurantes, barraquinhas de frutas e temperos, e até tivemos a sorte de nos deparar com um lindo carrinho de flores decorando o nosso caminho, milimetricamente “abandonado ” em uma das ruelas.

No dia seguinte, bem cedo era hora de zarpar no confortável “Jet Boat da Hellenic Seaways “que nos levaria para o nosso sonhado segundo destino: A paradisiaca Ilha de Mykonos.

Mykonos é um paraíso na terra para casais apaixonados ou para jovens animados e curtidores de baladas. Lá, tudo tem gosto de festa. Restaurantes à luz de velas, ruelas, casinhas brancas, hotéis simples para mochileiros, super resorts de luxo com uma culinária leve, saborosa e saudável, com muito azeite de oliva extra virgem, iogurte (ambos considerados os melhores do mundo) e frutos do mar muito frescos.

Os baladeiros encontrarão baladas de fim de tarde com DJ no fim da tarde em Paradise Beach e, à noite, seguirão para festas e raves por toda parte. Os casais ficarão curtindo os resorts e o centrinho as ruelas repletas de lojinhas escolherão um dos vários restaurantes para tomar um bom vinho, comer bem e pagar um preço justo mesmo que em euros.

Após três dias no paraíso e “dolce far niente,” na charmosa Myconos , pegamos outro barco Hellenic Seaways que nos levou ao nosso próximo destino, a romântica Santorini, estrategicamente situada no alto de uma escarpa, um esplendor de paisagem, diferente de Myconos onde o centro da cidade o porto se confundem, como acontece normalmente.

Em Santorini, a cidade fica no alto e, lá é onde você perde o fôlego quando olha a vista absolutamente indescritível.

Em Santorini a maior parte dos hotéis estão situados nos bairros de Fira (Thira) o centro da cidade.ou em Oia, . O nosso hotel ficava situado em Fira, o ” Lilium Caldera”, muito bomvistadeslumbrante mas, da próxima vez acho que ficarei em Oia, pois como a distância é de apenas 25 minutos de carro , Oia é mais bem mais charmosa e repleta de bons lugares para sair à noite. Falando nisso recomendo o Resturante 1800 que é considerado o melhor de Santorini. Lá, além do bom e velho vinho grego, comi um excelente risoto de champanhe com aspargos de comer ajoelhada.

Nunca vou esquecer que tive a sorte de testemunhar aquele que é considerado o mais belo pôr do sol do mundo: O Por de Sol de Oia.

Ele é verdadeiramente mágico, ainda mais se você puder curtí-lo com uma taça de vinho grego branco ou champagne para poder brindar a vida!

A vista do mar Egeu continua deslumbrante por aqui! Única mesmo! Praias, paisagens, boa comida, boa gente, bons hotéis.

Impossível não amar a Grécia. É sinônimo de paz e serenidade, o que mais se pode querer?!

O povo é comunicativo e simpático mas, bonito bonito, não é não. Porém isto é mesmo só um mero detalhe, porque como diz aquele outro ditado: “Quem vê cara não vê coração”, com certeza você vai, assim como eu, se apaixonar pela Grécia. É um lugar para visitar (e, se possível, revisitar) sempre.

Recomendo sempre conhecer a Grécia assim como fiz “à la carte ” , perambulando e ficando alguns dias nas ilhas de sua preferência, posso lhe assegurar que é muito melhor que qualquer cruzeiro ,onde os navios passam apenas horas nos portos , deixam o porto as 17 h, e pude presenciar a agonia e o corre-corre dos casais no porto descendo para conhecer rapidinho cada ilha e subir de novo no navio.

O legal mesmo é sentir mais profundamente “a vibe de cada ilha ,” tanto durante o dia quanto à noite , conhecer menos ilhas é sempre mais interessante do que dar uma passadinha por várias e não sentir como é cada uma delas, viver a vida de cada ilha do jeito que ela é isso o que há de melhor.Palavra de quem viveu.

Então, vem sempre a pergunta que não quer calar: Mykonos ou Santorini? Fico com as duas. A primeira é mais jovem e agitada, a segunda é mais romântica e pitoresca. E, antes de seguir para as ilhas gregas, definitivamente, a parada por um ou dois dias em Atenas é obrigatória.

No mais, muito protetor solar, garrafa de água sempre à mão, disposição e coração aberto sempre. Tanto para descobrir novo mas sobretudo para aceitar o acaso, pois as as vezes, é ele que nos presenteia quando a gente menos espera com os momentos mágicos de uma viagem.

Por tudo isso a Grécia é mesmo “Kalos Kai Agathos”: O Perfeito equilíbrio do bom e do belo!) e certamente amor à primeira vista.

O STB Recife organiza viagens ” à la carte” para qualquer destino e também para esse destino imperdível chamado Grécia !!!!!!!!!!!!

End:Rua Padre bernardino Pessoa 266 —-Boa Viagem Recife —–recife@stb.com.br ou stbmarina@terra.com.br

Voltar

Siga-nos

;
FALE AGORA COM A GENTE!
Maximizar aba
FALE AGORA COM A GENTE! Minimizar aba

Preencha os campos abaixo para iniciar o atendimento: