• Mapa
  • Televendas (11) 3038-1551

Sala de Imprensa

Aumenta a procura em Sergipe pela modalidade intercâmbio

Data: 04/11/2013
Fonte: Jornal da Cidade

 Você já pensou em fazer um intercâmbio para aprender uma língua em outro país? A procura por esse tipo de serviço em agências especializadas tem aumentado a cada ano. Aqui em Sergipe, desde crianças, passando por adolescentes até adultos estão em busca de aprimoramento em outras línguas. Alguns buscam mais do que aprender inglês, espanhol, francês ou alemão, estão vislumbrando um mundo de possibilidades ao conhecer gente de vários locais e culturas completamente diferentes da nossa. Ou seja, um aprendizado e tanto. 
 
Crianças e adolescentes normalmente vão para outro país aprender outro idioma num curso rápido de um mês, como um intensivão de férias, no qual tem a oportunidade de estudar em um turno e no outro passear e conhecer a cidade escolhida para esta oportunidade grandiosa na vida de qualquer ser humano. Já os adultos vão para se especializar, às vezes com duração de quatro ou seis meses de intercâmbio, objetivando obter melhorias salariais no trabalho após o retorno.
 
Hoje, o destino mais procurado é Nova Iorque, mesmo sendo tão caro quanto Londres, mas o que tem atraído esses intercambistas é a oportunidade de estar na metrópole do mundo, conhecer todo tipo de gente e obter o grandioso conhecimento cultural que a cidade oferece. A língua mais procurada ainda é o inglês, mas notou-se um crescimento na procura pelo alemão, provavelmente porque as pessoas presumem que o espanhol seja mais fácil de captar e se comunicar.
 
Segundo a supervisora de uma empresa de intercâmbio em Aracaju, Thiara Meneses, este ano houve um aumento no número de pessoas buscando os serviços, principalmente devido ao programa do Governo Federal “Ciência Sem Fronteiras”. “A procura pela língua alemã também aumentou, isso porque a Alemanha é referência na Europa e é conhecida por ter qualidade na educação. O curso de inglês ainda é o mais procurado e normalmente as pessoas vão e voltam, estão focadas em aprender e voltar para aplicar o conhecimento no seu dia a dia, no trabalho”, explica.
 
“Por causa do ‘Ciência Sem Fronteiras’, o público universitário duplicou, mais do que o público de escolas. O curso de quatro semanas é o mais procurado. Já com relação aos adultos, que respondem por 22% do público da empresa, a procura maior é por planos que envolvam trabalho e estudo”, contou Thiara. Como o público adulto passa mais tempo em outro país, chegando a seis meses ou mais, o trabalho ajuda com as despesas, e o curso o deixa preparado para o mercado de trabalho ao voltar, já que o intercâmbio é conhecido por abrir portas nesse meio.
 
Para o intercambista Paulo Omena, que viajou através do Student Travel Bureau – STB Aracaju, o planejamento é essencial para que nada dê errado. “Depois que estiver tudo pronto, se prepare para aprender a nova língua. Aproveite também, você verá que tudo valeu a pena e que a experiência ficará guardada pra sempre em sua memória. O que mais gostei no intercâmbio foi o fato de ter conhecido um pouco da cultura local e de ter aperfeiçoado meu inglês, o que é muito importante. Aprendi, vivi, cresci, conheci os lugares mais lindos, conheci os melhores amigos que poderia conhecer”, disse. 
 
Como fazer?
 
Para ter acesso a outro país, além do passaporte e do visto, a depender de alguns países, a pessoa tem que comprovar algum vínculo, como emprego fixo, família estruturada. Tudo é muito avaliado, desde a conta bancária, até o imposto de renda. Imóveis não são comprovantes tão fortes assim, já que uma intercambista pode resolver vender ou alugar e querer viver com essa renda em outro país. Portanto, a fiscalização em alguns locais é bem rigorosa e quem deseja passar uns tempos fora deve ficar de olho nas exigências para não ser pego de surpresa.
 
De acordo com Thiara Meneses, o curso mais procurado atualmente é o de idiomas nas férias, no qual passa um período do dia estudando e outro período livre para passeios. Numa simulação de viagem de quatro semanas para Nova Iorque, incluindo curso, acomodação, assistência médica internacional e transferência, sem as passagens aéreas, os gastos variam entre R$ 6 mil e R$ 8 mil, dependendo do tipo de acomodação, se vai ser residência estudantil ou casa de família, se terá as três refeições ou não, se terá um curso de carga horária maior ou não. “O curso básico de um mês equivale a um ano de curso normal aqui no Brasil, então é uma grande aprendizado”, garantiu Thiara.
 
Sobre a experiência em Londres, o gerente de vendas, Sérgio Fernando, contou que a cidade oferece muitas facilidades ao turista. “Em cada quarteirão pode-se encontrar de tudo: câmbio, cabines telefônicas, correios. Cidade charmosa e elegante. Andar nas ruas de Londres e interagir com o povo, com aquele sotaque charmoso e com senso de humor. Uma visita ao museu de cera da Madame Tussaud é imperdível, assim como o Rock Circus, o museu de cera do Rock. Vale a pena assistir também musicais famosos – são mais de 40 todas as noites. Recomendo dois, o Fantasma da Ópera e o Miss Saygon – ambos excelentes”, contou.
Voltar

Siga-nos

;
FALE AGORA COM A GENTE!
Maximizar aba
FALE AGORA COM A GENTE! Minimizar aba

O Atendimento Online do STB está disponível de segunda à sexta, das 9h às 19h e aos sábados das 10h00 às 13h00

Se preferir, clique aqui para enviar uma mensagem para nós e receba informações detalhadas sobre nossos produtos.