• Mapa
  • Televendas (11) 3038-1551

Sala de Imprensa

Intercâmbios em alta

Data: 10/07/2012
Fonte: Jornal Agora

Até pouco tempo atrás, fazer uma viagem ao exterior como um complemento educacional e cultural era comum entre jovens de famílias de alto poder aquisitivo.

Para mudar essa realidade, os governos de alguns Estados, como São Paulo e Pernambuco, estão investindo em lotes de intercâmbio para distribuir entre alunos da rede pública que tenham, no mínimo, 15 anos de idade.

Karoline Moreira, 18, foi selecionada pelo Programa de Intercâmbio Cultural do Centro Paula Souza, autarquia do governo paulista que administra as Etecs (escolas técnicas) e as Fatecs (faculdades de tecnologia).

A jovem passou o mês de maio em Chicago (EUA), na casa de uma família, com todas as despesas pagas --o que inclui gastos com passagem, transporte e ajuda de custo de US$ 400 (R$ 800).

"Foi uma oportunidade maravilhosa. Logo que voltei, consegui meu primeiro emprego com carteira assinada como agente bilíngue", diz.

O projeto, que é intermediado pela STB (Student Travel Bureau), tem uma abrangência restrita. Em sua segunda edição, foram selecionados cem professores e 500 adolescentes --o equivalente a 0,17% do total dos 285 mil alunos que estudam no centro e que podem participar do programa.

Em Recife, Darielly Vasconcelos, 16, filha de um funcionário público e de uma dona de casa, prepara-se para embarcar para os EUA no próximo mês pelo programa Ganhe o Mundo, lançado no fim de 2011 pelo Estado.

A iniciativa também oferece vagas para quem quer aprimorar o espanhol. Neste ano, 1.040 alunos vão estudar em países como EUA, Canadá, Nova Zelândia, Argentina e Espanha.

Voltar

Siga-nos

;
FALE AGORA COM A GENTE!
Maximizar aba
FALE AGORA COM A GENTE! Minimizar aba

Preencha os campos abaixo para iniciar o atendimento: