• Mapa
  • Televendas (11) 3038-1551

Sala de Imprensa

O plano do STB para fugir do cursinho de inglês

Data: 09/03/2012
Fonte: Valor Online -SP

"Curso de inglês virou commodity", diz Santuza Bicalho, CEO do Student Travel Bureau (STB), uma das maiores agências brasileiras de intercâmbio e educação internacional. Em 2011 a empresa decidiu não ampliar mais o portfólio de cursos de idiomas no exterior. A estratégia agora é aumentar a oferta de aulas em áreas como arte, fotografia, cinema, moda, design e gastronomia.

Em 2011, a receita de cursos para profissionais acima de 30 anos, para estudos em diversas áreas, cresceu 80%. As vendas de cursos no exterior, em geral, cresceram 28%. "O que a pessoa quer é uma experiência, que tem que estar relacionada a algo que ela goste muito ou que esteja no dia a dia dela", diz Santuza. No ano passado, a STB embarcou 60 mil pessoas.

Em dezembro, o STB fechou parceria com a casa de leilões Christie's para cursos de arte moderna e contemporânea em Nova York, Londres e Hong Kong. As vendas começam no fim deste mês.

A demanda por viagens personalizadas para colégios e escolas de artes também cresce. Santuza diz que um colégio de Vitória (ES) pediu uma viagem com aulas de inglês e atividades ligadas a física, química e biologia.

Em consonância com esse palano, o STB criou em novembro a vice-presidência de novos negócios para o qual nomeou o holandês Peter De Jong. Ele deverá identificar novas oportunidades como cursos na América do Norte e na Ásia. De Jong presidiu a Pacific Asia Travel Association (Pata) e comandou a Federation of International Youth Travel Organizations (Fiyto). Sua primeira tarefa será fazer a ponte com as universidades que o STB tem parceria nos Estados Unidos (Columbia e NYU). Há dois anos, o STB começou oferecendo cursos nas áreas de negócios, comunicação e marketing. "A gente quer ampliar um pouco mais e oferecer cursos na área de engenharia e tecnologia", diz Santuza.

Outra tendência observada é a vontade das famílias de viajar junto. A agência precisa contratar cursos diferentes para cada pessoa. Quando começou a oferecer esse serviço, em 2009, o STB organizou a viagem de cinco famílias. Em 2011, foram 35. "Acho que essa tendência vem firme para 2012. Já percebemos, nas lojas, que a demanda cresceu", diz a CEO.

O STB está ampliando o leque de profissionais, além dos especializados em turismo e hotelaria. A ideia é contratar pedagogos, terapeutas ocupacionais, psicólogos e administradores. "Precisamos de pessoas ligadas ao desenvolvimento humano", diz Santuza. O STB tem cerca de mil funcionários, incluindo matriz, 70 lojas e os distribuidores.

O STB fechou 2011 com faturamento 15% maior. Com o dólar desvalorizado em relação ao real, o STB registrava avanços de 30% a 40% nos primeiros meses do ano. O segundo semestre não foi tão bom.

Neste ano, o ritmo de crescimento deve desacelerar. As vendas de janeiro ficaram 20% acima de janeiro de 2011, mas a previsão para o ano é de um aumento de 10%. "Como o panorama na Europa é bem complicado, a gente está um pouco apreensiva. Também sentimos uma freada da economia como um todo no Brasil. As pessoas estão muito endividadas", diz a CEO do STB.
Voltar

Siga-nos

;
FALE AGORA COM A GENTE!
Maximizar aba
FALE AGORA COM A GENTE! Minimizar aba

O Atendimento Online do STB está disponível de segunda à sexta, das 9h às 19h e aos sábados das 10h00 às 13h00

Se preferir, clique aqui para enviar uma mensagem para nós e receba informações detalhadas sobre nossos produtos.