STB - Student Travel Bureau

Escolha o intercâmbio de sua preferência:

Tudo para sua viagem

Quer saber o que acontece de interessante no universo de Viagens, Turismo e Intercâmbio?

Tudo o que você precisa saber para fazer uma universidade no exterior



Data: 02/08/2011 Fonte: STB

 

Consultoria do STB te ajuda a se preparar para o processo seletivo, providenciar os documentos necessários e ganhar uma bolsa de estudos

Adquirir um diferencial de peso no mercado de trabalho, usufruir do ensino de ponta em universidades reconhecidas internacionalmente e fazer amigos de todas as partes do mundo. Estas são algumas das vantagens de fazer uma universidade no exterior. O processo de seleção é burocrático, e tem muitas etapas que devem ser seguidas, mas não precisa ser difícil nem doloroso como muitos pensam. O STB oferece consultoria exclusiva em programas de graduação e pós no exterior para auxiliar o estudante a conhecer todas as opções disponíveis na sua área, filtrar as melhores alternativas e se organizar para se candidatar às suas preferidas. Nossos orientadores são capazes de identificar qual curso tem a melhor grade curricular para suas metas acadêmicas e profissionais, qual universidade tem o estilo de ensino mais adequado para seu perfil e, por consequência, em qual delas você tem maior chance de ser aceito. O primeiro passo é ir até uma loja do STB para realizar uma entrevista de análise de perfil. Entenda no guia abaixo como acontece o passo-a-passo do ingresso em uma universidade no exterior:

 

Por onde eu começo?

Analise com o maior cuidado a seguinte soma de fatores: o curso que você deseja fazer, a universidade que disponibiliza a melhor opção, e o destino ideal para você. Lembre-se que você estudará durante anos na cidade em que escolheu fazer faculdade, então você precisa conhecer o sistema de ensino utilizado por lá, as condições climáticas ao longo do ano, a cultura da população, e todos os fatores importantes para o seu estilo de vida. Afinal, para que a experiência do intercâmbio seja um sucesso, é indispensável se sentir bem no destino que você escolheu.

Depois de definir o país, vá atrás das referências às universidades reconhecidas na sua área de interesse. Procure os cursos que elas disponibilizam, e compare as grades curriculares para concluir qual deles está mais de acordo com suas metas acadêmicas e profissionais.

Existe alguma forma de me preparar para a universidade do exterior?

Existe. Diferente de um cursinho pré-vestibular, os cursos Foundation são muito mais completos, pois permitem que o estudante se prepare para a vida acadêmica no exterior, se familiarize com o idioma e ainda experimente diferentes matérias para ajudar a definir qual curso ele deseja fazer. Em alguns países como a Inglaterra, por exemplo, o curso foundation é ainda um pré-requisito básico para o ingresso na universidade, pois enquanto algumas escolas brasileiras são compostas de apenas 11 anos de estudo, na Inglaterra é necessário que o aluno tenha estudado ao menos 12 anos antes de ingressar em uma universidade do país. Os programas foundation estão disponíveis na Espanha, Canadá, Austrália e na própria Inglaterra, e eles são ideais para que o aluno ingresse em uma universidade seguro sobre suas escolhas e preparado para encarar os desafios da vida acadêmica.

Quais são minhas chances de ser aceito por uma universidade no exterior?

O processo seletivo é diferente do que acontece no Brasil. Você não presta uma prova como o vestibular, mas deve reunir uma série de documentos que, no conjunto, apresentarão seu perfil completo à universidade, e serão capazes de mostrar se você é o tipo de candidato que aquela instituição pretende ter como aluno. Resumindo, é preciso ter um bom histórico escolar e domínio do idioma utilizado nas aulas daquela universidade. Atividades como trabalho voluntário e cursos extra-curriculares também aumentam suas chances.

Algumas universidades são mais concorridas do que as outras – Harvard e Yale, nos Estados Unidos, exigem média acima de 90% em todas as matérias, por exemplo – mas no geral, alunos com um histórico de médias acima de 60% ou 70% já garantem chances concretas de ingressar em universidades no exterior.

Quais documentos devo providenciar?

Cada universidade disponibiliza a lista completa de documentos necessários, e é preciso tomar muito cuidado com o prazo para enviar todos eles, pois neste sentido as instituições do exterior são bastante rigorosas, e se passar do prazo, você terá que esperar até o próximo ano. Por isso, é sempre bom contar com possíveis imprevistos e atraso na entrega por parte dos correios, por exemplo.

Geralmente, é necessário apresentar:

- application online da universidade com seus dados básicos;

- histórico escolar traduzido: deve ser uma tradução juramentada, então você deve procurar um tradutor ‘oficial’, com licença para emitir este tipo de documento;

- cartas de recomendação: podem ser de professores, chefes ou outras pessoas capazes de falar sobre o seu trabalho;

- carta de apresentação explicando um pouco da sua história e por que você decidiu fazer aquela universidade;

- currículo e portfólio (dependendo do curso pelo qual você optou);

- resultados de exames obrigatórios. Também variam de uma universidade para outra, mas pode ser o TOEFL, IELTS ou Cambridge para provar sua proficiência no inglês, o GMAT para ingressar em um programa americano de MBA, o SAT para atestar sua capacidade de raciocínio lógico e conhecimentos matemáticos etc.

O STB também pode te ajudar a garantir uma boa nota nestes testes. Clique aqui para conhecer os cursos preparatórios para os exames obrigatórios solicitados pela maioria das universidades do mundo.

Dá para conseguir uma bolsa de estudos?

Dá! Através do IDEA – International Doorway to Education & Athletics você tem duas formas de conseguir uma bolsa de 50% a 100% em universidades dos Estados Unidos. A primeira é através da prática de um esporte, que pode ser futebol, basquete, tênis e golfe. Para isso, você deve ter entre 16 e 26 anos e ser hábil na modalidade esportiva sem praticá-la profissionalmente. Feita a inscrição na loja do STB, você embarca para um showcase na Flórida em meados de julho, onde estarão presentes recrutadores de diferentes universidades para avaliá-lo e fazer suas propostas de bolsas de estudo.

A segunda maneira de conseguir uma bolsa e através das suas habilidades acadêmicas. Para isso, você precisa ter entre 18 e 26 anos, ter boas notas (acima de 60%) e inglês intermediário (aproximadamente 61 pontos no TOEFL). A inscrição também é realizada na loja do STB, onde escolhe o curso e indica o local e a universidade de sua preferência. Depois que sua documentação tiver sido enviada, seu perfil será analisado e o IDEA garante 10 opções de bolsas parciais diferentes, para você escolher a que se encaixa melhor no seu objetivo.

Clique aqui para conhecer algumas opções de cursos universitários do STB no exterior.



Categoria: Estudo